sexta-feira, 19 de janeiro de 2007

Jantarzinho Árabe Light


O jantar de hoje, sexta-feira de muito trabalho e calor, tinha que ser prático, fácil de fazer e usar as coxas e sobrecoxas desossadas que eu comprei ontem no mercado. Além disso, tinha que ser light, pois decidi tentar cortar calorias da minha dieta. O cardápio escolhido saiu de novo de um programa de culinária da Nigella Lawson que eu vi recentemente, de inspiração árabe total: Salada Fatouch e Frango Temperado com Zátar.

Para o frango, nenhum mistério: peguei 3 coxas e sobrecoxas emendadas e já desossadas, temperei com azeite, sal e zatar, esquentei o forno em temperatura média e assei por 30 a 40 minutos. Enquanto esperava que ficasse pronto, fiz a salada.

Salada Fatouch

Pique 3 tomates descascados em quadradinhos e 1 pepino japonês em pedaços bem pequenos. Junte um bom punhado de hortelã picada, salsa e cebolinha. Tempere com sal, zátar, 1 ou 2 dentes de alhos picadinhos ou passados no espremedor de alho e o suco de 1 limão.
Na hora de servir, esmigalhe pão sírio torrado no forno (torre no forno em que está assando o frango) e jogue em cima da salada para dar o crocante. Sirva logo em seguida por cima de uma caminha de alfaces.


Comentários:

Para quem não sabe, a Fatouch é uma comida árabe muito tradicional, presente em muitos restaurantes do gênero. Já vi algumas variações dessa salada. Uma receita, da revista Cláudia Cozinha, levava alface picada, rabanetes semidescascados, cebola e pimentão verde, além dos demais ingredientes. Em outra receita, entrava como tempero a pimenta síria.

O zátar é uma mistura de especiarias secas à venda em supermercados: leva em sua composição sementes de gergelim, sumac e tomilho.

Dúvidas quanto a quantidades? Sugiro 4 colheres de sopa de salsa, 4 colheres (sopa) de hortelã picada, 2 cebolinhas picadas, 2 ou 3 pães sírios para torrar. Para temperar o frango, 1 colher de chá de zatar e outra colher de chá do tempero para a salada. Já o sal... para mim é um mistério. Às vezes acerto, por mero acaso. A salada ficou boa, mas o frango necessitou de suplementação posterior no prato ;-( .

Acho que é uma opção de jantar bem balanceada para quem não quer ganhar peso: tem proteínas, pouco carboidratos, bastante fibra, pouca gordura. O sabor é bom. Não sou muito chegada no pepino, mas seu gosto quase não pode ser identificado quando todos os ingredientes e temperos são misturados. Além disso, consegui usar alguns dos tomates daqueles "quase-perdendo". O restante vai virar molho amanhã! Beijos e bom final de semana a todos!

9 comentários:

Cinara disse...

Que delícia de jantar, Lu! Eu adoro comida árabe, e sempre faço homus, tabule e quibe assado. Como sempre tenho torradas de pão sírio e os demais ingredientes em casa, esta salada que você fez é uma ótima pedida! Bjs

Cris disse...

Lu, amei a dica do pão sírio assado que vira crouton!!! O sal eu acho que uso 1 colher (sobremesa) para cada quilo de carne, é meio na intuição. Beijos!!! Vem para SP!!!

Avassaladora disse...

Luzinha,
Voltei!!!!
Vamos marcar a comemoração das várias coisas...
Também estou querendo receitinhas de comidinhas pouco calóricas e que "aproveitem" os restinhos da geladeira... vou ficar de olho!!!
Beijos,

Silvia Arruda disse...

Lu, esta foi uma ótima idéia. Eu tb preciso começar uma fase light! A academia comecei na semana passada!! :D
Bjo

Anônimo disse...

Oi Lu,

Gosto muito do seu blog, e na verdade vc me ajudou a tomar coragem e fazer o meu. Mesmo trabalhando, estudando, arranjei um tempinho pra escrever tb.Vou adicionar o link do seu blog no meu ok? Dá uma entradinha lá quando puder www.tutifrutty.blogspot.com
Um beijo
Tuti

Anônimo disse...

Zaatar não seria uma mistura de pimenta jamaica, cravo e canela????

Lu Campos disse...

Anônimo, essa mistura de pimenta, cravo e canela é a pimenta síria. O zátar é como descrevi mesmo...

biscoito de polvilho disse...

Adoro receitas ligths!

Mariana disse...

Eu adoro a comida árabe, e geralmente os pratos não são muito light, mas se um cozinha em vez de pedir delivery em jardins pode mudar alguns ingredientes e fazer algo um pouco mais leviano.